Páginas

Receba mais dicas valiosas para você e seu negócio

Reprodução das orquídeas

 Por Alexandre Bacelar .

Quando as orquídeas retribuem toda a nossa dedicação com suas maravilhosas floradas, é difícil resistir à tentação de multiplicálas. Uma das maiores dificuldades para aqueles que estão se iniciando no cultivo de orquídeas é, sem dúvida nenhuma, a reprodução de suas plantas.
.
 Existem basicamente três formas de se reproduzir uma orquídea: através da reprodução simbiótica, meristemática e vegetativa.

A reprodução simbiótica ou natural ocorre na natureza através da formação e desenvolvimento de sementes, mas não é fácil replicá-la em casa. As sementes são muito pequenas e não conseguem germinar sozinhas. Elas só se desenvolvem na presença de um fungo, presente nas raízes das orquídeas adultas, que fornece as condições adequadas de acidez e a disponibilidade de nutrientes necessários à germinação das sementes. No dia seguinte à fecundação a flor se fecha e forma uma cápsula onde se desenvolverão cerca de 300 a 500 mil sementes minúsculas. Essa cápsula leva em média um ano para crescer e amadurecer.

Se você quiser tentar reproduzir suas orquídeas através de sementes, as duas formas mais indicadas são:
1 – A mais simples: após a abertura da cápsula, retire as sementes com o auxílio de um cotonete e espalhe-as próximo às raízes de orquídeas adultas. Após a germinação, retire as pequenas mudas e as coloque em pequenos recipientes contendo substrato (tubetes são muito utilizados para isso).
2 – A mais eficiente: prepare um substrato de musgo (Sphagnum), que deve ser esterilizado e deixado em repouso em um recipiente fechado juntamente com pedaços saudáveis de raízes de uma orquídea adulta, da espécie que se deseja reproduzir, para que o fungo possa se reproduzir no próprio Sphagnum. Após alguns dias de descanso, semeie as sementes e conserve o sistema em um recipiente transparente. As sementes germinam em algumas semanas. O crescimento é lento, de modo que uma planta só floresce pela primeira vez após 5 a 10 anos, dependendo da espécie.

A forma de reprodução utilizada por laboratórios e grandes produtores é a meristemática, ou por clonagem. Nela retiram-se pontas de raízes que são colocadas em meios de cultura. Sob a influência de hormônios vegetais, essas pontas, meristemas, transformam-se em uma massa de tecidos indiferenciados, capazes de dar origem a novas plantas. O método mais simples de reprodução e o que mais facilmente podemos utilizar em casa é o vegetativo, por separação de mudas ou divisão de rizomas, é nele que nos concentraremos mais detalhadamente.

As orquídeas apresentam basicamente dois tipos de crescimento: o crescimento por rizomas, criando vários pseudobulbos (novas mudas) ao longo do tempo, e o crescimento na vertical do mesmo caule. Para as orquídeas que criam pseudobulbos como as Catléias, Cymbidiums, Odontoglossum, Cambrias, Miltônias, Zygopetalums, Maxillarias, Laelias e Dendróbios, a reprodução é facilmente conseguida com a simples divisão da planta. Cada três novos pseudobulbos representam uma nova muda. Tudo o que você precisa fazer é esperar que a planta cresça, separando-a em novas plantas. Cada nova muda deve possuir pelo menos três pseudobulbos “velhos”. Quanto mais pseudobulbos em cada planta, maior a probabilidade de sucesso das novas plantas. Os pseudobulbos secos e mortos devem ser eliminados, mantendo-se apenas os saudáveis. Na hora do plantio, as mudas devem ser colocadas encostadas em um dos lados do vaso. Os pseudobulbos mais velhos devem ficar próximos à parede, e o mais novo mais ao centro, pois é dele que sairão os novos brotos.

Após a divisão, mantenha as plantas em local mais abrigado por pelo menos duas semanas.

Em orquídeas que não criam pseudobulbos, como as Phalaenopsis, tão comuns em nossas casas, a reprodução pode ser feita por separação do caule. Ao florescer, uma haste floral sai da base (coroa) da planta e cresce terminando em um cacho de flores. Esse caule possui pequenos “nós” ao longo de todo o seu comprimento. Esses nós são protegidos por uma fina membrana e têm a aparência de pequenos “inchaços” ao longo da haste floral. Cada um desses nós, desde que corretamente estimulados, possui a capacidade de formar uma nova planta. Os mais próximos à base possuem um menor potencial que os mais ao topo da haste. Se a haste for impedida de dar flor, toda a energia da planta será canalizada para a produção de uma nova muda. Alguns criadores optam por cortar a ponta floral antes que as flores se abram para aumentar as chances de reproduzir a planta.

Passo a passo para reprodução de orquídeas a partir da haste floral:
Material necessário:
Caixa ou recipiente plástico, faca ou estilete, pincel de cerdas macias, filme plástico (desses de embalar comida), tesoura, água destilada, soro fisiológico, álcool 70%, luvas, compressas de gaze, substrato para orquídeas, hormônios de enraizamento, uma haste floral e uma pinça grande.

Limpeza do material:
Todo o material tem que ser esterilizado, inclusive a mesa de trabalho. A caixa de plástico, a faca e a tesoura devem ser desinfetadas com álcool.

Como proceder
Preparação da haste:
1 – Quando a haste deixar de ter flor, corte-a deixando 2 nós na planta mãe.
2 – A haste é cortada aos “bocadinhos” deixando um nó no meio deles.
3 – Depois de cortada, limpe com gaze embebida em álcool os pedaços de haste.
4 – Passe por água destilada para retirar o álcool e submirja em soro fisiológico durante 15 minutos.
5 – Lave novamente em água destilada passando por 3 vezes nova água.

Reprodução:
1 – Coloque o substrato na caixa de plástico e, por cima dele, coloque a gaze umedecida em água destilada.
2 – Pegue os pedaços de haste previamente preparados e, com muito cuidado, retire com a pinça a fina pele que recobre cada nó, é deles que nascerão as novas mudas.
3 – Pincele hormônio de enraizamento nas extremidades dos pedaços de haste.
4 – Coloque-os sobre a gaze 5-Feche a caixa com o filme plástico e faça alguns pequenos furos para entrada de ar.

Dicas:
-Não regue nos três primeiros dias. Do quarto dia em diante, borrife um pouco de água, sem nunca encharcar o substrato.
-Nos primeiros meses evite deixar a caixa exposta à muita luminosidade.
-As primeiras folhas surgem em cerca de 4 meses. Quando as mudas estiverem com 3 a 4 folhas, ou cerca de 5 cm de raízes, elas já podem ser transplantadas.
-As novas mudas levam de 3 a 4 anos para florir.


Via  Casa Campo & Cia


Apartamentos compactos conquistam o mercado imobiliário


Nos últimos seis anos, o mercado imobiliário e a economia do País viveram uma união perfeita. Ao mesmo tempo em que havia facilidade para a compra da casa própria, com o crédito fácil e taxas de juros sedutoras, a construção civil trabalhava a todo vapor, concretizando os anseios dos consumidores e investidores. Nos anos de 2007 e 2008, a procura maior foi por apartamentos de quatro dormitórios. Agora, os imóveis da vez são os compactos de alto padrão localizados em bairros nobres, com destaque especial para os empreendimentos mixed-use, uma espécie de flat rejuvenescido. 


De acordo com Luiz Paulo Pompéia, diretor da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), cerca de 7 mil unidades de um dormitório foram lançadas somente no ano passado. “Foi o ano de maior número de lançamentos deste segmento na história do setor”, revela. As justificativas para este fenômeno são muitas, entre elas a redução do tamanho da família brasileira, o maior número de solteiros convictos, viúvos, casais com filhos adultos que venderam o imóvel grande e se mudaram para um menor, e a articipação do público homossexual. “As construtoras que pensarem em produtos voltados para este público terão muita ascensão nos próximos anos”, diz Pompéia.

Araújo, superintendente de Vendas da Helbor, concorda com a opinião do diretor da Embraesp, e também garante que “os apartamentos amplos estão saindo de cena para dar espaço a empreendimentos mixed-use que reúnem apartamentos, salas comerciais, hotéis, flats e centro comercial”. “Recentemente, o antigo Ca’d’oro dos anos 1950, localizado na região central de São Paulo, ganhou duas torres, uma residencial e outra comercial, que também abriga uma nova versão do hotel. Este modelo foi um sucesso de vendas e promete conquistar terras até 2013”, conta Araújo.


A Esser também tem diversos produtos de grande aceitação neste segmento. Os imóveis compactos das construtoras estão preferencialmente em bairros atendidos pelo metrô e regiões ricas ou em ascensão. “Lançamos produtos em áreas nobres de São Paulo, como Vila Madalena, Cerqueira César, Alphaville e no município de Santo André. Estamos estudando ingressar nas regiões de Vila Prudente e Largo 13 de Maio, Santo Amaro”, comenta Nick Dagan, diretor de incorporação da Esser.

Por outro lado, os empreendimentos econômicos vão continuar impulsionando o mercado imobiliário. Para o diretor da construtora MBigucci, Marcos Bigucci, “a demanda continuará intensa, pois há muitos brasileiros querendo abandonar o aluguel para realizar o sonho da casa própria”. Segundo a Câmara Brasileira da Construção Civil (CBIC), em 2012 os brasileiros devem ter R$ 160 bilhões em crédito imobiliário para adquirir seu imóvel.

Via ZAP Imóveis

“Corretor Global” discute a importância da conexão e qualificação

Evento Corretor Global Porto Alegre
Por que o corretor de imóveis deve atuar globalmente? Como e por onde começar? 
 
Estas foram questões que nortearam o evento Corretor Global, realizado recentemente (21/03), no auditório do Centro de Eventos da AIAMU, em Porto Alegre (RS). Mais de 200 corretores de imóveis acompanharam o debate de líderes do setor imobiliário sobre a importância de uma atuação globalizada.Abrindo o ciclo de eventos Corretor Global 2012, o CEO do Redimob, Alessandro Stüpp saudou os participantes, enfatizando a importância do evento. “Nosso principal objetivo é valorizar o profissional corretor de imóveis, proporcionando capacitação e conexão dos profissionais do mercado imobiliário”.

No bloco destinado a temas envolvendo “capacitação”,o presidente do Conselho Federal do Corretor de Imóveis (Cofeci), João Teodoro, enfatizou que o mercado imobiliário encontra-se globalizado. “O corretor de imóveis não atua apenas localmente. A globalização proporcionou uma mudança no perfil deste profissional.”

Substituindo Aida Turbow, o assessor da presidência do Cofeci, Francisco Pesserl, debateu as oportunidades atuais e futuras do mercado brasileiro. “O principal concorrente do corretor de imóveis é o cliente. Só na internet são dois bilhões de usuários que buscam informações constantemente. Por isso é importante captá-los com inteligência”, comentou.

O Vice-Presidente da FIABCI, Vitor Patacas, apresentou estratégias que possibilitem o corretor ultrapassar barreiras para conquistar novos mercados. “Ter uma base de dados de imóveis, gestão de mídias sociais, softwares em QR Codes são algumas das ferramentas online que podem otimizar a gestão da atividade do profissional e deixam de ser empecilhos para relacionamentos”.
 
Mídias sociais, educação e conexão

O segundo bloco do evento foi destinado à importância da conexão em um mercado globalizado. Para o presidente do CRECI-RS, Flávio Koch, a educação é um diferencial competitivo. “O cliente não é mais o mesmo e as empresas buscam novos projetos. O corretor de imóveis tem que acompanhar esta evolução”, afirmou.

E qual a importância das mídias sociais para o Corretor Global? O consultor Guilherme Machado atentou para os corretores construírem relacionamentos através das redes sociais. “O corretor não deve estar nas mídias sociais para vender, mas sim para se relacionar e a tecnologia é uma das grandes aliadas”.

Complementando o debate sobre mídias sociais, o diretor de Marketing do Redimob,Leonardo Stuepp Júnior, abordou sobre a segmentação nas redes sociais: o caso Redimob. “Ao utilizar uma rede social, o corretor deve ter ciência que esta é uma comunicação que exige agilidade, constância e visualização”.

Encerrando o evento, o diretor da Imóvel Class, Diogo Horn, e o Coordenador de Tecnologia da Informação do CRECI-RS, Deiverson Viegas, participaram de um painel de debates sobre comunicação integrada e cursos online. Segundo Diogo Horn, o corretor de imóveis deve ficar atento aos ambientes online. “Os relacionamentos constituídos no ambiente online, já são negócios indiretamente. Participar desses canais é fundamental tanto para se relacionar como para captar informações”, finalizou.

O presidente do CRECI-GO, Oscar Hugo Monteiro Guimarães estava presente no Corretor Global, e segundo ele, a qualificação do corretor faz com que ele seja visto de outra forma. “Hoje, autoridades procuram estes profissionais para avaliações imobiliárias. E com o Brasil “na vitrine” frente aos investidores, acreditamos que o corretor de imóveis tem ciência da importância da capacitação”.

O Corretor Global, edição Porto Alegre, foi uma promoção do Redimob e Global Realtor e contou com patrocínio global do CIMI e IV Enbraci; patrocínio local da ImóvelClass; apoio doCofeci, apoio Internacional NAR e apoio institucional do CRECI-RS.

A próxima edição do evento Corretor Global ocorrerá em Goiânia, no dia 12 de abril. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.corretorglobal.com.br
 
 
 
 
 

Horários de ônibus (Igaratá)

BREDA - Horários a partir do dia 07/05/2007 

Partidas de Igaratá para:
Jacareí: 05h00 – 06h30 – 07h15 – 08h30 – 09h00 – 09h30 – 10h30 – 10h45 – 11h30
– 12h30 – 12h45 – 13h15 – 14h30 – 15h15 – 15h30 – 16h15 – 17h00 – 17h45 – 18h00
– 18h30 – 19h30 – 20h00 – 20h30 – 21h30 – 23h10
Santa Isabel: 06h00 – 06h45 – 07h00 – 07h15 - 08h00 - 08h30 – 09h00 – 09h40 – 10h00 – 11h00
– 12h20 – 13h40 – 15h00 – 16h00 – 16h50 – 17h00 – 17h20 – 18h00 – 20h00
Mogi (Aruja): 07h00 – 10h00 – 15h00 – 17h00 – 17h20
Bertioga: 07h00 – 15h00
São Sebastião: 07h00 – 15h00
Nazaré Paulista: 07h15 – 07h40 – 09h15 – 10h40 – 11h15 – 13h45 – 15h45
– 16h40 - 18h45 – 20h40
Atibaia: 07h40 – 10h40 – 20h40
São José dos Campos: 06h45 – 09h00 – 11h00 – 13h10 – 15h00 – 16h50

Partidas de Santa Isabel para:
Igaratá: 06h00 – 07h00 – 08h00 – 08h30 – 09h00 – 10h20 – 11h45 – 12h20
– 13h00 – 14h30 – 15h00 – 15h30 - 16h00 – 16h20 – 17h20 – 18h40 - 19h20 - 20h00 - 21h00 - 23h00
Nazaré Paulista:– 07h00 – 10h00 – 15h00 - 20h00
Bertioga: 07h30 – 10h40 - 15h30
São Sebastião: 07h30 - 15h30
Mogi (Mogi-Via Dutra): 06h40 - 07h00 - 10h40 - 17h40 - 18h00
Atibaia: 07h00 - 10h00 - 20h00
Jacarei: De segunda à sábado
05h00 - 05h20 - 05h40 - 06h00 - 06h15 - 06h30 - 06h50 - 07h00 - 07h20 - 07h40 - 08h00 - 08h15 - 08h40 - 09h05 - 09h20 - 09h40 - 09h55 - 10h20 - 10h45 - 11h10 - 11h30 - 11h45 - 12h00 - 12h25 - 12h50 - 13h15 - 13h30 - 13h40 - 14h05 - 14h30 - 14h55 - 15h20 - 15h30 - 15h45 - 16h10 - 16h30 - 16h50 - 17h10 - 17h30 - 17h40 - 17h50 - 18h10 - 18h30 - 18h50 - 19h10 - 19h30 - 19h50 - 20h30 - 21h00 - 21h30 - 22h20 - 23h15
Jacarei: De Domingos e feriados
05h00 - 05h30 - 06h00 - 06h30 - 07h00 - 07h20 - 07h40 - 08h00 - 08h30 - 09h00 - 09h20 - 09h30 - 10h00 - 10h30 - 11h00 - 11h20 - 11h30 - 12h00 - 12h30 - 13h00 - 13h30 - 13h40 - 14h00 - 14h30 - 15h00 - 15h20 - 15h40 - 16h00 - 16h30 - 17h00 - 17h40 - 18h00 - 18h30 - 19h00 - 19h40 - 20h30 - 21h30 - 22h20 - 23h15 -
Partidas de Jacareí para:
Igaratá: 05h45 – 06h30 – 07h15 – 08h15 – 09h15 – 10h15
– 11h15 – 12h15 - 13h15 – 14h15 – 15h15 – 16h15 – 17h00 – 17h45
– 18h30 – 19h15 – 20h15 – 21h30 – 23h00
Nazaré Paulista: 06h15 – 08h30 – 10h30 – 16h00 – 18h00
São José dos Campos: 06h00 – 08h10 – 10h30 – 12h20 – 14h30 – 13h00
– 16h00 – 18h00
Santa Isabel : De Segunda à sábado
04h40 - 05h00 - 05h30 - 06h00 - 06h25 - 06h50 - 07h20 - 07h40 - 08h05 - 08h30 - 09h00 - 09h30 - 10h00 - 10h40 - 11h10 - 11h40 - 12h20 - 13h00 - 14h00 - 14h40 - 15h10 - 15h30 - 16h00 - 16h30 - 17h00 - 17h30 - 17h45 - 18h20 - 19h00 - 19h40 - 20h30 - 21h20 - 22h20 - 23h15
Santa Isabel : De domingos e feriados
05h00 - 06h00 - 06h30 - 07h00 - 07h30 - 08h00 - 09h00 - 09h30 - 10h00 - 11h00 - 11h30 - 12h00 - 13h00 - 13h40 - 14h00 - 15h00 - 15h30 - 16h00 - 17h00 - 17h45 - 18h20 - 19h40 - 20h40 - 22h10 - 23h15
Partidas de Nazaré Paulista para:
Igaratá: 05h20 – 06h20 – 08h15 – 09h30 – 10h00 – 12h00 14h20 – 15h00
– 16h40 – 17h20 – 19h20
Santa Isabel: 05h20 – 06h20 – 09h30 – 14h20 – 16h40
Mogi: 05h20 – 06h20 – 09h30 – 14h20 – 16h40
Bertioga: 06h20 – 14h20
São Sebastião: 06h20 – 14h20
Jacareí: 08h15 – 10h00 – 12h00 – 15h00 – 17h20 – 19h20
Atibaia: 08h20 – 11h20 – 21h10

OBS: Horário das 10h00, 15h00, 19h00 de segunda à sábado.
Linha Municipal:

05h30 – Bairro Alto/ Boa Vista
05h30 – Água Branca / Boa Vista
07h15 – Nazaré (2° á Sábado) DIAS ÚTEIS
07h40 – Nazaré Paulista – Atibaia
08h40 – Bairro Alto/Boa Vista
09h00 – Boa Vista/Água Branca
09h15 – Nazaré (domingos e feriados)
11h15 – Nazaré (2° á sábado) DIAS ÚTEIS
11h00 – Água Branca / Boa Vista (Com aula retorno pela Água Branca)
12h00 – Bairro Alto / Boa Vista (Com aula retorno pelo Bairro Alto)
13h00 – Boa Vista (Com aula retorno pela Água Branca)
14h40 – Boa Vista / Bairro Alto
15h00 – Boa Vista / Água Branca
15h45 – Nazaré
16h40 – Nazaré
17h10 – Boa Vista / Bairro Alto
17h35 – Boa Vista / Água Branca
18h30 – Boa Vista
20h40 – Nazaré
21h30 – Boa Vista / Água Branca
22h40 – Boa Vista / Água Branca (horário Escolar)

Horário de Ônibus – Período Escolar – De 2° à sexta.
Águas de Igaratá – 05h30 – 10h30 – 12h00 – 17h30 – 22h40
Parque Alpina – 05h30 – 10h30 – 12h00 – 17h30 – 22h40


Via  Cidade de Igaratá

Prominp abre mais de 11 mil vagas em cursos gratuitos

O Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás NaturalProminp, abriu Processo Seletivo para o preenchimento de 11.671 vagas para os cursos de níveis básico, médio, técnico de nível médio e superior integrantes do 6º Ciclo do Plano Nacional de Qualificação Profissional do Prominp programados para o ano de 2012.

As oportunidades estão divididas em 14 estados brasileiros: Amazonas (562), Bahia (920), Ceará (212), Espírito Santo (387), Maranhão (130), Minas Gerais (180), Mato Grosso do Sul (708), Pernambuco (384), Rio de Janeiro (4.602), Rio Grande do Norte (485), Rio Grande do Sul (1.192), Santa Catarina (524), Sergipe (364) e São Paulo (1.021).

As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente pela internet, no site da Fundação Cesgranrio, solicitadas no período compreendido entre o dia 07 de março e o dia 12 de abril de 2012. A taxa de inscrição varia de R$ 25,00 até R$ 63,00, de acordo com o nível de escolaridade.

O objetivo dos cursos oferecidos pela Petrobras é qualificar mão de obra nacional para suprir a demanda por trabalhadores nos setores de petróleo e gás, que devem absorver um número cada vez maior de profissionais nos próximos anos. A duração dos cursos varia de três meses a um ano.

Para maiores informações acesse o site da Fundação Cesgranrio.


Coleta Seletiva

Prefeitura de Igaratá apresenta projeto de Coleta Seletiva



Conduzido pela Diretora do Núcleo de Apoio de Inclusão Social e Desenvolvimento da Cidadania, Diones Fortes, a reunião realizada na tarde desta quarta-feira, 15, reuniu cerca de 20 pessoas que deverão compor a associação de catadores no município.

O objetivo, de acordo com Diones é estimular a formação da associação ou cooperativa de catadores, que seja composta por famílias igarataenses, em uma parceria com o Poder Executivo.

De acordo com a Assessora Jurídica do executivo igarataense, Cintia Abdo, a criação de uma associação de coleta seletiva, tem basicamente duas finalidades: preservar o meio ambiente e criar um grupo que irá gerar renda. “É fundamental que os membros dessa associação consigam caminhar sozinhos. Obviamente que terão o apoio da prefeitura, assim como da empresa de Consultoria Ambiental Plano Verde”, salientou.

Para o Proprietário da empresa Plano Verde Consultoria Ambiental, Daniel Silva, a proposta de uma parceria é extremamente importante para o desenvolvimento do município. “A associação tem que ter como objetivo andar com as próprias pernas e é exatamente isso que iremos buscar. Além disso, faremos um trabalho de conscientização, aprendendo a trabalhar com materiais recicláveis”, enfatizou Daniel, que ministrará um curso de capacitação aos catadores no próximo dia 2 de março.

A medida foi bastante elogiada pelo secretário Municipal de Meio Ambiente, José Luiz Guisard, que enfatizou a importância de uma associação no município. "Essa iniciativa beneficia também o aterro sanitário, pois muito material reciclável é despejado lá. com essa ação essa atitude vai mudar, ou seja, será bastante proveitoso para os catadores e consequentemente, para o município", concluiu.


Fonte: Prefeitura de Igaratá

Via   Altotieteweb

 

Cama dos Sonhos (suspensa)

A idéia vem do site Life at Fire Lake Camp:

"Desde que eu era criança eu sonhava em ter uma cama suspensa, aproveitando um cochilo à tarde com o vento soprando leve e suavemente, pássaros cantando para eu dormir. Eu mantive o sonho vivo ao longo dos anos através da compilação de um arquivo cheio de imagens, histórias de cabines confortáveis ​​e casas com camas suspensas irrisórias, até que nos mudamos para esta casa, e tínhamos o lugar perfeito para uma."  Julie


No site de Julie, você acha o passo-a-passo para fazer você mesmo sua cama suspensa.


Fica ótima na varanda.

Aproveite a idéia e crie  a sua.