Páginas

Receba mais dicas valiosas para você e seu negócio

Mara Maravilha investe no ramo imobiliário

A cantora e ex-apresentadora Mara Maravilha, que fez história na tv brasileira nos anos 90, tem agora um novo desafio.

Com Creci em mãos, Mara Maravilha pensa em abrir franquia imobiliária.

Além de receber diversos contatos de donos de imóveis querendo repassar seus bens para outras mãos, Mara contou que gosta de lidar com números e questões burocráticas. Esses fatores levaram a artista a investir em mais uma carreira. Tanto que em setembro de 2013, ela obteve o registro junto ao Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo).



5 lições para crescer com inteligência


Não removas os marcos antigos que puseram teus pais. Provérbios 22.28

Há tantas lições nesse pequeno, pouco conhecido versículo. Lições que você pode aplicar na vida, na família, no trabalho e nos negócios.

Vamos aprender algumas:

As coisas estão onde estão porque alguém as colocou lá. Alguém esteve aqui antes de nós. Dedicaram suas vidas por uma causa. Fizeram acordos. Conquistaram com sangue ao que hoje não damos valor. Encontramos pronto o que outros construíram. Não se esqueça disso.

Não remover marcos antigos não significa deixar de melhorar e inovar. Somos seres inteligentes, queremos e devemos sempre crescer. Mas temos de ser inteligentes o suficiente para reconhecer as boas coisas que não precisam ser mudadas, e sim mantidas e protegidas.

Seu antecessor colocou marcos em certos lugares por uma razão. Quando assumir uma nova posição, antes de sair mudando tudo, procure entender por que as coisas estão como estão. Seja humilde e procure saber o que está por trás de cada decisão que foi feita por quem veio antes de você. Tendo esse conhecimento, talvez você possa ver maneiras de melhorar ainda mais. Ou talvez você veja que mudar aquele marco seria regredir no tempo.

Filhos devem respeito e atenção aos pais. Se você construir sobre o que de bom seus pais deixaram, você será melhor que eles. Se você ignorar suas conquistas e ensinamentos, você será um grande idiota. Você não deveria ter nascido, na verdade.

Remover marcos antigos significa invadir o direito de alguém. Marcos antigos eram sagrados. Na Lei de Moisés, mudar os marcos que delimitavam a linha de propriedade entre duas pessoas era passível de maldição*. Os romanos tinham até um deus chamado Terminus que supostamente guardava esses marcos. Tudo isso para reforçar uma ideia: não seja injusto com seu próximo. Não tome o que não é seu.

Não removas os marcos antigos que puseram teus pais. Crescimento com respeito, justiça e inteligência.



10 truques para aumentar a produtividade no trabalho

Para render mais em menos tempo não é preciso fazer nada mirabolante. Saiba como manter o foco.



A produtividade é essencial para qualquer empreendedor. Afinal, quem tem o próprio negócio precisa resolver muitas coisas em um espaço reduzido de tempo. Além do cronograma apertado, diversas "tentações" atrapalham no dia a dia, sendo as redes sociais a maior delas.

Empreendedores e executivos de sucesso têm diversas receitas para produzir bastante e não perder tempo com besteira. Alguns acordam de madrugada e vão trabalhar cedo. Assim, eles chegam antes de todo mundo e trabalham sem ser incomodados. Outros entendem que a academia é obrigatória. Também tem quem só coma alimentos saudáveis. O problema é que, para muita gente, acordar cedo, malhar ou comer salada são hábitos tão difíceis quanto trabalhar como um relógio.

Mas há outros hábitos mais fáceis, mas que também podem ajudar o empreendedor a fazer mais em menos tempo. Jeff Haden, colunista do site da revista "Inc.", listou alguns "truques" para aumentar a produtividade. Segundo ele, qualquer pessoa consegue seguir esses passos e produzir mais. Confira:

1) Deixe o celular longe
Sabe quando você está no sofá, o que está passando na televisão é ruim e o controle remoto está longe? A maioria das pessoas prefere assistir a algo ruim a se levantar. Use o mesmo princípio para não usar o celular enquanto trabalha – deixe-o afastado e fique sem responder as mensagens do WhatsApp por um tempo. Só de não ter acesso ao aplicativo, você já vai ter uma tentação a menos.

2) Desligue os alertas
Agora que o celular está longe, os alertas do aparelho não te incomodam mais. No entanto, ainda há a notificação de novos e-mails e do Facebook e o toque do telefone fixo. Livre-se desses alertas. Mantenha seu programa de e-mails fechado, abrindo-o a intervalos regulares. Faça o mesmo com o telefone. Se o assunto for importante, vão continuar tentando falar com você e poderão fazê-lo quando você estiver livre.

3) Reserve pouco tempo para tarefas importantes
O ser humano tem a mania de só trabalhar a sério quando falta pouco tempo para o prazo final. Pensando nisso, reserve menos tempo do que o normal para entregar o que você precisa. Apesar do esforço maior para terminar a tarefa, o objetivo principal será cumprido: você vai entregar a tempo.

4) Diga não
Você é educado e cortês e não vai deixar de sê-lo ao negar algo a alguém. A reação a um "não" pode ser negativa a princípio. No entanto, no fim das contas, todo mundo sabe que você estava sobrecarregado e não poderia abrir mão do seu tempo.

5) Faça paradas frequentemente
A dica pode até indicar o oposto de um cronograma positivo, mas pense bem: é possível procrastinar sem sair da mesa. Na verdade, não há problema em reservar um tempinho para as redes sociais, ou para bater um papo com um colega de trabalho: a situação só complica quando passamos muito tempo sem produzir. Uma boa técnica consiste em parar por cinco minutos após 25 minutos de trabalho intenso.

6) Pense no tempo livre
Um empreendedor produtivo não se dá bem apenas no trabalho. Quem termina tudo no prazo certo tem mais tempo livre. Portanto, pense na recompensa que você terá ao deixar as tentações de lado e fazer seu trabalho: você vai poder aproveitar a luz do sol, ver amigos queridos e dedicar um tempo à sua família.

7) Siga a "regra dos dois minutos"
Um dos dilemas em um expediente cheio é fazer uma determinada tarefa imediatamente ou deixá-la para depois. De acordo com Haden, a "regra dos dois minutos" é bastante útil nessa decisão: se a tarefa leva menos de dois minutos para ser resolvida, faça-a na hora. Caso contrário, o pensamento de que aquilo precisava ser feito vai ficar "martelando" a sua cabeça, o que atrapalha a concentração do empreendedor.

8) Beba muita água
Tome um belo copo d'água assim que acordar. Com esse simples hábito, você aumenta o metabolismo e consegue produzir mais pela amanhã. Quem bebe água durante o dia sente menos fome e reduz a chance de contrair doenças. Além disso, quanto mais você bebe, mais você vai ao banheiro – ou seja, você se levanta mais e movimenta o corpo.

9) Não pegue pesado no almoço
A dica não tenho conotação estética ou de saúde. É pela produtividade. Um almoço "pesado" destrói a produtividade durante a tarde. Uma dica de Haden é comer uma porção de proteína que caiba na palma da mão, além de vegetais e frutas.

10) Tire uma soneca
É claro que nem todo mundo pode se dar ao direito de um cochilo no meio do horário de trabalho, mas, se possível, reserve alguns minutos para uma soneca. Um rápido repouso aumenta a criatividade e a memória, além de deixar o empreendedor mais focado, dentre outras vantagens.




Brasileiros criam antena que faz celular funcionar mesmo sem sinal



Dois irmãos brasileiros que moram nos Estados Unidos lançaram um dispositivo capaz de fazer o celular funcionar em condições adversas, sem depender do sinal telefônico ou da internet - nem o "modo avião" é obstáculo.

É a goTenna, que se conecta ao aparelho via Bluetooth e é controlada por um aplicativo disponível para Android e iOS. Ela usa ondas longas de rádio (de 151 a 154 MHz) para estabelecer uma comunicação entre duas pessoas - por isso o dispositivo é vendido em pares.

O aparelho tem um alcance de 80,4 mil km e pode ser usado, por exemplo, em florestas, praias, ilhas ou em grandes eventos que costumam congestionar as operadoras por causa do excesso de acessos.


É possível enviar e receber mensagens gratuitamente, além de compartilhar a localização em um mapa offline, seja entre duas pessoas ou em grupo, tudo criptografado e com função de autodestruição que mantém a comunicação privada.

A goTenna é ideia de Daniela e Jorge Perdomo, que pensaram no produto após verem os estragos causados pelo furacão Sandy, que em outubro de 2012 deixou milhões de pessoas sem comunicações ao longo de dez Estados dos EUA.

Como está em fase de pré-venda, o produto é vendido por US$ 150, valor que subirá em breve para US$ 300. Saiba mais aqui.

via




Construir acima do limite pode render R$ 500 mi/ano a SP


Além de reorganizar o crescimento de São Paulo, o novo Plano Diretor também deve ajudar a Prefeitura a ampliar o caixa para investimentos.

A estimativa é de que a arrecadação com a taxa paga pelo mercado imobiliário para erguer prédios com metragem acima do limite permitido chegue a R$ 500 milhões por ano. Hoje, segundo o relator do plano, vereador Nabil Bonduki (PT), esse valor é de R$ 200 milhões.

O aumento na chamada outorga onerosa está previsto no texto aprovado na segunda-feira pelos vereadores e deve começar a ser observado no caixa quando novos empreendimentos forem protocolados.

A expectativa é de que isso ocorra em dois ou três anos. O Plano Diretor altera a fórmula usada hoje para o cálculo da outorga, tornando-a mais cara no miolo dos bairros e mais barata no entorno dos eixos de transporte, onde se pretende aumentar o adensamento.

"São recursos adicionais. Acreditamos que poderemos chegar a R$ 450 milhões ou até R$ 500 milhões por ano. Ou seja, mais ou menos dobrar o valor atual. Vai depender de como se comportar o mercado", afirma Bonduki.

Moradia

Se for concretizada a estimativa, a Prefeitura terá mais recursos para gastar com projetos de moradia popular e mobilidade. Isso porque cada uma dessas áreas terá direito a 30% do valor total arrecadado com a outorga.

O dinheiro deverá ser usado para compra de terrenos onde serão feitas habitações sociais e construção de corredores de ônibus. Outros 40% serão destinados a obras de drenagem, infraestrutura e proteção de áreas verdes, entre outras demandas da cidade.

De acordo com Bonduki, a fórmula que passará a ser utilizada segue o conceito principal do plano, que é incentivar a construção de prédios em avenidas dotadas de estações de metrô e corredores de ônibus - 5% da área urbanizada da cidade.

O objetivo principal é melhorar a mobilidade urbana, reduzindo deslocamentos individuais, feitos em carros, e aumentando o uso do transporte público.

"Se mais empreendimentos forem feitos nos eixos, que é o objetivo, vamos arrecadar menos. Se mais empreendimentos forem feitos nos bairros, vamos arrecadar mais. Isso porque a outorga, por metro quadrado construído, é mais cara no miolo do quarteirão e mais barata no eixo."

Segundo o vereador, a taxa vai custar o dobro nos bairros. "Isso reafirma que não tem apenas objetivo arrecadatório, mas visa a direcionar o processo de desenvolvimento da cidade", ressalta.

Na análise do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), a alteração vai mesmo ajudar a Prefeitura a aumentar a arrecadação, mas também tornará os imóveis mais caros em toda a capital paulista.


Como descobrir quanto vale o seu imóvel

Veja quais são os recursos que podem ser usados para definir um valor para o seu imóvel.


Existem algumas maneiras de avaliar o preço do seu imóvel. Umas são mais apuradas e indicadas para quem deseja estipular um valor mais preciso ao colocar o imóvel à venda. Outras, mais superficiais, podem ser indicadas para quem apenas quer ter uma noção sobre o valor do seu patrimônio. Confira a seguir o que fazer para precificar seu imóvel.

Consulte um corretor

Para quem precisa definir um valor para o imóvel porque tem o objetivo de vendê-lo, o melhor caminho é a consulta a um corretor de imóveis.

Quando o imóvel é colocado à venda em uma imobiliária o mais comum é que ela faça a avaliação sem cobrar nada por isso. Mas, caso o proprietário queira consultar um corretor apenas para isso, ele cobrará um valor à parte pelo serviço.

Os Conselhos Regionais de Corretores de Imóveis divulgam em seus sites uma tabela com os honorários dos principais serviços executados por corretores, como os percentuais de comissões por venda, locações e avaliações do valor do imóvel. Em São Paulo, uma avaliação por escrito é fixada em 1% do valor do imóvel e um parecer verbal custa, no mínimo, uma anuidade do Creci, que em 2013 é de 456 reais.

Segundo o presidente do Creci, José Augusto Viana Neto, na maioria dos casos os corretores visitam o imóvel e sugerem o valor ao proprietário verbalmente. Mas, também é possível solicitar uma avaliação documentada, o chamado “Parecer técnico de avaliação mercadológica”. “Esse documento fornece um valor para o imóvel e explica em detalhes porque foi determinado aquele preço. Ele inclui dados da estrutura do imóvel, comparativos de imóveis semelhantes vendidos na região e informações sobre zoneamento, infraestrutura e de mobilidade urbana”, diz.

Qualquer corretor pode opinar sobre o valor de uma propriedade, mas para elaborar o parecer técnico, o profissional precisa ter o título de avaliador imobiliário, que é garantido a corretores que têm diploma de curso superior em gestão imobiliária ou de especialista em avaliação imobiliária concedido por cursos do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci). É possível consultar a lista dos corretores com título de avaliador imobiliário no Cadastro Nacional de Avaliadores Imobiliários (CNAI), no site do Cofeci.

Viana explica que o documento é essencial em situações nas quais parentes ou cônjuges em processo de divórcio discordam sobre o valor de um imóvel herdado ou compartilhado prestes a ser vendido. Também é usado em permutas de imóveis ou em caso de inadimplência, quando o imóvel é tomado por um banco e o proprietário considera que a propriedade tem um valor maior do que aquele indicado pela instituição.

Para proprietários que não se encontram nessas situações, o parecer técnico pode ser apenas uma maneira de se resguardar nas negociações. “O parecer técnico é muito bom para que a pessoa não tenha ansiedade ao fazer o negócio, porque o proprietário passa a conhecer o preço de mercado do seu imóvel e entende exatamente se está o vendendo por um preço acima ou abaixo do seu valor”, afirma o presidente do Creci.

Ele acrescenta que, no caso da venda de imóveis usados, como a negociação é permeada por muitas contrapropostas, o parecer técnico é apresentado para dar base ao valor estipulado pelo vendedor.

Engenheiros e arquitetos também podem definir valores para imóveis, ou elaborar pareceres técnicos. Mas, segundo Viana Neto, a consulta a corretores é fundamental porque eles estão intimamente envolvidos com o mercado imobiliário da região. Em função disso, engenheiros e arquitetos que fornecerem pareceres devem consultar um corretor.

Acesse sites que o ajudem a estimar o valor do seu apartamento

Para quem apenas deseja ter uma ideia de quanto está valendo o seu imóvel, a opção mais indicada é fazer uma busca pela internet. Alguns sites, como o “Quanto Vale meu Apê?” e o “123i”, possuem ferramentas que permitem ao usuário encontrar estimativas sobre o valor exato do seu imóvel ou de imóveis parecidos em um mesmo bairro.

No Quanto Vale meu Apê, o usuário informa a área, o número de dormitórios, suítes, vagas do imóvel e a sua localização. O sistema fornece então uma estimativa de mercado do preço de imóveis similares localizados no mesmo bairro. O serviço é disponível para os estados de Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e do Distrito Federal.

Já o 123i informa exatamente o valor estimado dos imóveis de um determinado edifício, mas por enquanto o serviço só inclui dados de imóveis em São Paulo, capital. 

A precificação dos imóveis no 123i é feita a partir de pesquisas realizadas por profissionais do portal, que vão diretamente aos edifícios para coletar informações técnicas com zeladores e síndicos, como a idade do prédio, a metragem dos apartamentos e os valores das últimas negociações. Além disso, imobiliárias, corretoras, proprietários e pessoas que conhecem os imóveis também podem fornecer dados sobre a propriedade no site, inclusive sugerindo outros valores.

Segundo o 123i, por meio de análises estatísticas, informações históricas de transações e do uso de algoritmos é possível inferir estimativas científicas de valor para um imóvel padrão de um determinado edifício. “Se um usuário coloca um valor diferente, nós temos uma equipe de estimativa que avalia essa contestação para checar se a informação faz sentido”, explica Rafael Guimarães, diretor de operações do site.

É importante ressaltar que os valores fornecidos pelo 123i não podem ser usados como uma avaliação formal. E isso é destacado no próprio site, no campo “Como funciona”, que informa que as avaliações formais só podem ser feitas por corretores autorizados pelo Creci e que a estimativa serve apenas como uma referência para o mercado.

Pesquise valores de imóveis similares

Buscar preços de imóveis similares à venda na mesma rua, ou em endereços próximos também pode ajudar quem quer uma ideia do valor do seu imóvel sem preciosismo, ou para quem quer se certificar de que a avaliação já feita por uma imobiliária está dentro dos parâmetros para a região.

Rafael Guimarães, do 123i, afirma que verificar entre oito e dez ofertas é o suficiente para montar uma estimativa. “O ideal é que se verifique ofertas de apartamentos do mesmo tamanho em edifícios com idade semelhante e padrão arquitetônico parecido”, diz.

Entenda o que pode influenciar o valor

O valor de um imóvel é afetado por inúmeros fatores, tanto racionais, quanto emocionais. Mas alguns critérios se destacam para a formação do preço, como a localização, o tamanho, o estado de conservação, a área de lazer do condomínio e fatores mercadológicos que influenciam a oferta e a procura dos imóveis.

O presidente do Creci-SP, José Augusto Viana, explica que muitas vezes dois apartamentos podem ser aparentemente muito semelhantes, mas alguns detalhes podem tornar seus preços muito distintos. “Às vezes, dois imóveis ficam em um mesmo bairro, na mesma rua e muitas vezes dentro do mesmo prédio, mas têm valores diferentes porque um deles fica no lado esquerdo e outro no lado direito, por exemplo”, diz.

Andares mais altos costumam ser mais caros, assim como apartamentos voltados para a face norte em regiões frias, uma vez que eles são mais ensolarados. E em uma mesma região, um prédio mais novo, com uma fachada mais atraente também poderá ter um preço maior do que um imóvel em um prédio antigo, mesmo que sua área seja maior.



Vendas de imóveis novos em São Paulo sobem 23,1%

Vendas cresceram para 2.147 unidades em abril, registrando melhora pelo segundo mês seguido.


As vendas de imóveis novos na cidade de São Paulo cresceram 23,1 por cento em abril ante março, para 2.147 unidades, registrando melhora pelo segundo mês seguido, informou o sindicato da habitação paulista, Secovi, nesta segunda-feira.

O valor geral de vendas (VGV) totalizou 1,32 bilhão de reais, alta de 34,9 por cento sobre o mês anterior.

"Se compararmos os resultados do mês em 2014 com a média dos meses de abril dos últimos cinco anos (2.601 unidades comercializadas), houve um recuo de 17,4 por cento", disse o Secovi em comunicado.

Segundo a entidade, considerando que o mercado vende menos no primeiro semestre, as vendas de abril "estão dentro da normalidade".

Segundo o Secovi, 86,4 por cento das unidades vendidas em abril tinham seis meses de lançamento.

O sindicato informou, ainda que foram lançadas 2.358 unidades residenciais na cidade de São Paulo, queda de 7,7 por cento ante março.

Em comparação com a média de 1.980 imóveis lançados nos meses de abril dos últimos cinco anos (2009 a 2013), o recuo foi de 19,1 por cento, de acordo com relatório da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio.

As vendas no acumulado do ano ficaram aquém do esperado, disse o Secovi, com venda de 5.902 unidades até abril, ante 6.266 unidades um ano antes.

"Com o crescimento das vendas em março e abril, não há lógica alguma para comentários extremamente pessimistas de analistas, que insistem em afirmar que depois da Copa os preços dos imóveis vão despencar. Isso não vai acontecer, apesar do clima de apreensão e pessimismo", disse e comunicado o presidente do Secovi-SP, Claudio Bernardes.




Onde os preços dos imóveis caíram mais no Nordeste



A maioria das cidades onde houve queda do preço de casas e apartamentos no ano passado fica no Nordeste. A maior baixa, de pouco mais de 8%, ocorreu no mercado de imóveis usados em Aracaju. Em seguida, aparecem Maceió, com uma redução de quase 4%, e São Luís.

A queda de preço se deve ao excesso de construções dos últimos anos. Em Maceió, o total de lançamentos mais do que dobrou de 2010 a 2013 — em razão do excesso de oferta, 45% dos 1 800 imóveis disponíveis no Feirão da Caixa Econômica do ano passado não foram comercializados.

“Para vender, algumas incorporadoras têm feito promoções. Os imóveis novos passam a competir com os usados, e isso derruba os preços”, diz Sérgio Freire, presidente da corretora Brasil Brokers. Diante disso, as incorporadoras reduziram de forma expressiva os lançamentos na maioria das cidades do Nordeste.

Em Recife, o total de casas e apartamentos novos diminuiu 52% em 2013. Em Salvador, a queda foi de 38%. Com isso, as empresas vêm conseguindo diminuir a quantidade de imóveis desocupados, que havia batido recorde em 2012 — o que, em tese, pode levar a uma recuperação dos preços no ano que vem. A exceção é Fortaleza.

O número de lançamentos cresceu, e os preços continuam subindo — a valorização do metro quadrado dos imóveis usados foi de 14,5% no ano passado, e a dos novos, de 6,5%. Uma explicação é que boa parte dos novos imóveis é voltada para as classes C e D, que continuam comprando com subsídios do governo.

Além disso, as obras de infraestrutura para preparar a cidade para receber jogos da Copa do Mundo — por exemplo, o alargamento de avenidas, a construção de viadutos e túneis e a criação de mais linhas de ônibus — estão valorizando alguns bairros.

O metro quadrado mais caro do Nordeste continua sendo o dos imóveis novos em Recife, 5 804 reais. O mais barato é o de Parnamirim, cidade que pertence à região metropolitana de Natal: custa, em média, 2 007 reais, segundo a pesquisa da Fipe.

Imóveis usados - Salvador



Preço médio do metro quadradoBairros
De 1 500 a 2 250Cajazeiras, Iapi, Mata Escura, Mussurunga, Pau da Lima e Ribeira
De 2 300 a 2 550Bonfim, Caixa d’Água, Canabrava, Doron, Nazaré, Nova Brasília, São Marcos, São Rafael e Saúde;
De 2 600 a 2 8502 de Julho, Engenho Velho de Brotas, Itapuã, Jardim das Margaridas, Roma, Santa Tereza, Sussuarana e Trobogy
De 2 900 a 3 200Amaralina, Barbalho, Bonocô, Luís Anselmo, Matatu, Pernambués, Resgate, Saboeiro e São Cristóvão
De 3 300 a 3 700Barris, Brotas, Cabula, Centro, Costa Azul, Politeama, Praia do Flamengo e Stella Maris
De 3 750 a 4 000Acupe de Brotas, Av. Centenário, Campo Grande, Candeal, Chame-Chame, Garcia, Imbuí, Parque Bela Vista, Piatã, Stiep e Vila Laura
De 4 100 a 4 500Alto do Itaigara, Barra, Boca do Rio, Canela, Graça, Iguatemi, Jardim Apipema, Paralela, Pituba, Rio Vermelho e Tancredo Neves
De 4 600 a 5 250Cidade Jardim, Engenho Velho da Federação, Federação, Horto Bela Vista, Itaigara, Jardim Armação, Patamares e Pituaçu
De 5 300 a 5 600Alphaville, Caminho das Árvores, Le Parc, Morro do Gato e Ondina
De 5 700 a 5 900Aquarius, Garibaldi e Jardim de Alah
De 6 250 a 6 500Horto Florestal, Jaguaribe e Vitória


via


O que não pode faltar num Contrato de Compra e Venda



Veja a seguir algumas cláusulas que não podem faltar em um contrato de compra e venda de imóveis:

Qualificação das partes

No contrato deve constar todos os dados pessoais, tanto do vendedor quanto do comprador: Nome, estado civil, nacionalidade, profissão, CPF, RG e endereço completo da residência.

Descrição do imóvel

O advogado recomenda que a descrição no contrato seja idêntica à que aparece na matrícula do imóvel no Cartório de Registro, onde constam informações detalhadas do bem e até dos imóveis do entorno.

Valor

Além do valor exato da venda, o contrato precisa detalhar as condições de pagamento. Se for parcelado, deve constar a data de vencimento de cada parcela. Também é importante indicar como o vendedor vai receber – em dinheiro ou por meio de cheque, transferência bancária, etc – para que o pagamento seja feito sempre como acordado e isso fique devidamente registrado.

Documentação do imóvel

Vale também acrescentar uma cláusula que obrigue o vendedor a apresentar todo e qualquer documento que comprove sua idoneidade, além de papéis que atestem que o imóvel está livre e não corre o risco de ser arrolado em ações judiciais, como herança e penhora.

Desocupação do imóvel

Caso o imóvel seja usado e esteja ocupado, é necessário incluir uma cláusula que fixe a data em que proprietário ou inquilinos devem deixá-lo.

Dívidas

O contrato deve deixar claro que qualquer dívida contraída antes da entrega das chaves é de total responsabilidade do vendedor.

Cláusula penal

Esta é uma das cláusulas mais importantes do contrato, pois define as obrigações de cada parte caso alguma cláusula seja descumprida. Ela deve estipular também os valores a serem pagos se isso acontecer.



Dicas para ter uma postura profissional


Cuide da sua postura profissional para que as pessoas te respeitem e admirem.

A primeira impressão é a que vale, então é melhor estar preparado para mostrar uma postura profissional. E não é só a roupa que conta, as atitudes e a linguagem corporal também dizem muito sobre você.
Veja nossas 12 dicas para você ter uma postura profissional apropriada.


1. Aparência engloba tudo o que pode ser visto à sua volta
Objetos, mesa, seu escritório etc. Considere também a escolha dos lugares em que você marca um encontro ou reunião.

2. Inicie bem um encontro com um aperto de mão seguro e confiante
Cuidado para não apertar muito forte ou muito fraco.

3. Mostre-se aberto à conversa
Sorria, descruze os braços e tenha uma postura alinhada.

4. Pronuncie bem as palavras 
Fale em tom adequado ao ambiente; não queira ser o centro das atenções.

5. Cuidado para não ser afobado, ouça antes de falar
No discurso do outro estão as dicas dos caminhos a ser seguidos para conduzir uma boa conversa.

6. Demonstre interesse ao guardar o cartão de visitas alheio
Não o jogue de qualquer forma dentro da bolsa ou do bolso.

7. No dia a dia da empresa, seja gentil e educado
A dica vale tanto para os colaboradores de posição mais simples como para os mais importantes da hierarquia empresarial. “Bom dia”, “por favor”, “com licença” e “obrigado” são palavras bem-vindas.

8. Procure estabelecer relações cordiais e de confiança com seus colegas
É importante que eles saibam que podem contar com a equipe para solucionar problemas mais difíceis.

9. No escritório ou baia, seja comedido
Limite-se a uma foto pequena de entes queridos e a itens de escritório com um toque pessoal. Deixe bichinhos, objetos espalhafatosos e ícones de hobbies em casa.

10. Não force intimidade com seus colegas 
Lembre-se: a relação é de trabalho, não pessoal.

11. Evite atender a diversas ligações pessoais no trabalho
Isso faz com que todos acompanhem os pormenores de sua vida naquela semana, mês, ano.

12. Dê continuidade aos bons hábitos de postura profissional
Essa conduta é importante para consolidar a impressão positiva ao longo do tempo.



Donos deverão vender imóveis a inquilinos de mais de 20 anos na Venezuela


Venezuela: Ministério da Habitação adverte que a multa inicial em caso de descumprimento da lei será equivalente a 254 mil bolívares (cerca de R$ 91,5 mil)

Os proprietários de imóveis alugados na Venezuela há 20 anos ou mais deverão vendê-los a seus locatários em um prazo irrevogável de 60 dias ou enfrentar multas cuja mora levará a posteriores embargos, segundo um decreto publicado nesta segunda-feira.

O decreto do Ministério da Habitação adverte que a multa inicial será de 2 mil Unidades Tributárias, equivalente a 254 mil bolívares (cerca de R$ 91,5 mil), que deve ser paga em um período de cinco dias.

A multa dobrará se caso não seja paga nesse tempo e, depois disso, de se manter a mora, "a Superintendência Nacional de Arrendamentos (SNA) solicitará o embargo executivo correspondente sobre o imóvel ou os imóveis objetos da multa", afirma.

Em uma primeira reação, Roberto Orta, presidente da Associação de Proprietários de Imóveis Urbanos (Apiur), classificou a lei como "inconstitucional".

Em entrevista à emissora "Notícias24", Orta disse que se trata de uma medida que "despoja de sua propriedade" locadores legítimos, apesar de a Constituição só prever a desapropriação e o confisco, com o respectivo pagamento de uma indenização.

Além disso, acrescentou Orta, "muitos desses edifícios são ocupados por pessoas da terceira idade", que os bancos não os considera à hora de outorgar créditos.

O governo do presidente Nicolás Maduro, adicionalmente, ainda não fixa os novos valores por metro quadrado de construção que devem reconhecer o índice inflacionário, que em 2013 foi de 56,2%, acrescentou o titular da Apiur.

Hugo Chávez (1999-2013) lançou em 2011 a Gran Misión Vivienda, um programa para fazer frente ao déficit de imóveis que a Venezuela vive e que, segundo números oficiais, afeta 3,7 milhões de chefes de família sem casas ou com casas ainda não pagas.

O plano se baseia na assinatura de diversos convênios com dez países, entre eles, Rússia, China, Uruguai e Belarus e, até meados de 2013, o governo informou sobre a entrega de 415.218 casas em todo o país.


O que Shakespeare pode ensinar sobre empreendedorismo

Embora pareça incomum, o escritor pode ensinar algumas lições de empreendedorismo.
É importante que você esteja disposto a inovar e assumir os riscos por aquilo que está fazendo. 


Você não precisa ser uma pessoa excessivamente culta para ter ouvido falar sobre Hamlet, Romeu e Julieta, Othello ou Sonhos de uma Noite de Verão. Todas elas são obras de William Shakespeare, famoso romancista e dramaturgo inglês. O que ninguém sabe, no entanto, é que o autor pode ensinar valiosas lições de empreendedorismo para os empresários criativos e inovadores. 

Embora pareça incomum, o escritor pode, sim, ensinar a você algumas lições de empreendedorismo, desde que você esteja disposto a inovar e assumir os riscos por aquilo que está fazendo.

O primeiro passo é exatamente esse: arriscar. Você não poderá fazer nada se estiver preso sempre no mesmo modelo. Assim como o escritor, que saiu de sua cidade no interior com nada além do seu talento – Shakespeare não tinha dinheiro ou mesmo um curso universitário – você deve ir adiante nos seus projetos.

Outra coisa que você deve pensar ao renovar a sua empresa é a sua audiência; não fique preso a apenas um tipo de cliente. Enquanto se baseava em um patrono o rendimento do escritor foi limitado pela generosidade do patrão, tornando-se vulnerável aos caprichos daquele que o bancava. 

No entanto, quando passou a atender diversos clientes Shakespeare viu o seu rendimento crescer significativamente. Isso significa que você não deve confiar em uma única fonte de renda, mas fazer a sua receita crescer oferecendo o seu trabalho para um público mais vasto.

Entretanto, não adianta estar disposto a implantar todas essas inovações se os seus sócios não mostram interesse no desenvolvimento. Outra vez aqui é possível aprender com Shakespeare. 

Embora fosse um ator competente (o escritor também atuava em algumas de suas peças), Shakespeare não era a estrela do show. Na sua empresa as coisas devem funcionar da mesma maneira: as contribuições devem ser feitas igualmente, baseando-se naquilo que cada um tem de melhor. Não tente fazer tudo sozinho, encontre parceiros cujos talentos complementam os seus.

Portanto, o que você deve fazer é arriscar. No entanto, procure levar em conta os riscos que você está assumindo, para que você não se arrependa das decisões tomadas. Lembre-se de que nesse caso decisões erradas podem ter consequencias muito grandes.





Como decorar um imóvel alugado

Estas dicas vem do blog Vida Organizada.




Veja o contrato do aluguel para saber o que pode e o que não pode ser feito no apartamento. Sempre tem algumas paredes que não podem ser furadas porque têm canos ou alguma modificação que você não possa fazer por qualquer motivo.
Tinta é o elemento decorativo mais fácil para mudar a decoração e, se o imóvel não estiver com a pintura nova, vale a pena pintar porque causa efeito imediato. Porém, se a pintura estiver nova, considere manter como está (pelo menos por enquanto) e investir nas cores dos acessórios. Outra alternativa é usar papel de parede.

Pense em móveis 1) fáceis de desmontar e 2) que sejam versáteis, que sirvam para outros imóveis também.
Se o box não for fechado, considere a instalação. Pode valer mais a pena que deixar o banheiro molhado durante toda a sua estada ali ou a troca de cortinas a cada mofo que elas tiverem.
Otimize os espaços nos armários instalando gaveteiros, pequenas estantes e prateleiras que não precisam de furos.

Se o chão for nivelado, você pode revestí-los com pisos de aplicação direta sobre cerâmica, laminados etc. Se informe na loja de materiais para construção. Caso não queira fazer esse tipo de instalação, coloque tapetes grandes.
Sempre invista nos acessórios! Cortinas, almofadas, toalhas de mesa e roupa de cama mudam totalmente a cara de cada cômodo.
Você pode pintar os azulejos com tinta epóxi e os rejuntes com tinta específica para isso, deixando-os como novos. Outra solução para os azulejos é adesivá-los com cores e estampas da sua escolha.

Em vez de instalar iluminação, invista em boas luminárias de chão.
Use quadros para decorar aquela parede com avarias. Adesivos são soluções baratas também.
Use papel de parede para forrar armários. Verifique a possibilidade de pintá-los, se não forem de uma cor neutra.


Como manter as formigas longe da cozinha



O aparecimento de formigas na cozinha é um problema muito comum. Quando elas resolvem entrar dentro de casa, é um sufoco: podem ser encontradas dentro de aparelhos eletrodomésticos, em cima da pia, nos aparelhos de som, vídeo, geladeiras, televisores, fornos de microondas, aparelhos telefônicos e até mesmo nos computadores. Para te ajudar a eliminar de vez esse problema, Casa Linda conversou com o idealizador da Franquia DDO – especializada em limpezas pesadas e profundas Alexandre Ortega. Confira:


Tipos de formigas

Não importa se você mora em casa ou apartamento: as “formigas urbanas” tendem a aparecer com frequência em qualquer lugar. “Segundo pesquisadores, existem de 20 a 30 espécies assim caracterizadas, desde as muito pequeninas, chamadas ‘fantasma’ – pequenas e quase transparentes, até as bem grandes, pretas ou marrons – louca e a faraó, que inclusive picam e machucam a pele”, aponta Alexandre.

Ele ainda acrescenta que as formigas domésticas, no geral, são onívoras, portanto procuram alimentos diversos como mel, xaropes, carnes, óleos, açúcares, queijos e proteínas.

Como evitar a infestação

Entre os fatores que favorecem o aparecimento e infestação por formigas, está a falta de umahigienização correta dos ambientes. “Elas encontram alimento farto dentro das casas e ficam protegidas de seus predadores naturais, por isso acabam fazendo seus ninhos dentro das residências”, explica o especialista.

Portanto, para acabar com a festa das formigas, deve-se adquirir alguns hábitos simples e que trazem bons resultados:

- Evite levar alimentos para a sala ou quarto;
- Não deixe restos de alimentos em pratos ou panelas pela casa;
- Limpe todo o ambiente após o preparo de alimentos e após as refeições;
- Mantenha as lixeiras sempre fechadas;
- Utilize soluções caseiras nos buraquinhos onde as formigas fazem os ninhos e feche definitivamente as frestas com rejunte, massa de vidraceiro ou até mesmo sabão em pasta.

Produtos indicados para eliminar as formigas

O idealizador da DDO afirma que a tarefa de evitar a entrada das formigas em casa não é tão simples, já que seus ninhos podem chegar em vasos e até em caixas de papelão. Nos prédios elas podem transitar inclusive pelos conduítes.

“Uma boa dica para evitar que elas apareçam é borrifar vinagre branco na cozinha após a limpeza. O produto afasta as formigas”, conta Alexandre. “Também é preciso verificar por onde elas entram e saem e injetar nos buracos uma solução de água com detergente, por meio de uma seringa. O detergente retira a camada de cera que protege as formigas e elas morrem por desidratação”, completa.

Ele ainda recomenda evitar o uso de veneno, pois é muito perigoso, principalmente se tiver crianças ou animais em casa. “Dentro do açucareiro é só colocar alguns cravos da Índia. Esses podem ser espalhados em saquinhos de tule, nas gavetas e armários”, ensina o profissional.

Hábitos que ajudam a combater as formigas

A maioria das formigas pretas ou de jardim entra nas casas para procurar alimentos. Dessa forma, para garantir que não haja alimentos disponíveis para elas, siga as dicas do especialista:

- Tape sempre os alimentos – nunca se sabe por onde andaram as formigas antes de passearem por cima dos seus alimentos;
- Limpe imediatamente todos os vestígios de alimentos ou líquidos que deixar cair;
- Limpe sempre as áreas que ficam embaixo dos eletrodomésticos da cozinha para remover todos os vestígios de alimentos;
- Mantenha as latas de lixo sempre bem fechadas;
- Não deixe vestígios de alimentos nos potes de comida dos animais de estimação. Lave-os sempre que eles terminarem de comer.

Consultoria
Alexandre Ortega – idealizador da Franquia DDO, que conta com a DDO Limp, especializada em limpezas pesadas e profundas. Para situações específicas, atípicas e consideradas pesadas ou de difícil solução, a empresa proporciona uma verdadeira higienização, eliminando ácaros, formigas e poeira profunda, promovendo limpeza, higiene e bem estar em qualquer ambiente.




Prazo para enviar o IR começa dia 6 de março

A Receita Federal do Brasil publicou nesta sexta-feira (21), no "Diário Oficial" da União, a instrução normativa que define as regras do Imposto de Renda pessoa física 2014 (relativo ao ano de 2013).


Neste ano, o prazo de envio da declaração começa no dia 6 de março e vai até 30 de abril. O contribuinte terá, assim, menos dias para prestar contas ao Fisco, uma vez que, nos anos anteriores, o prazo começava no dia 1º.

O download do programa de declaração do Imposto de Renda 2014 estará disponível a partir da próxima quarta-feira (26). Os aplicativos para declaração em tablets e smartphones serão liberados só no dia 6 de março, como começa a entrega do IR.

A norma da Receita determina quem é obrigado a declarar, quais os prazos e as multas. Entre os que devem declarar, estão os que tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 25.661,70 ou rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$ 40.000,00.

Rendimento tributável, por exemplo, é o salário. Rendimento isento ou não tributável pode ser uma indenização trabalhista.

Também é obrigado a apresentar o IR quem investiu em ações ou tinha bens acima de R$ 300 mil em 2013.


A declaração deve ser entregue pela internet. Será possível fazer envio por computadores. tablets e smartphones. Não é mais permitido entregar em disquetes (apenas quem entregar depois do prazo poderá usar mídia removível, que terá de ser levada até uma unidade da Receita Federal).

No caso de preenchimento por computador, o programa estará no site da Receita Federal a partir da próxima quarta-feira (26).

No caso de tablets e smartphones, será necessário baixar o aplicativo m-IRPF, que estará disponível nas lojas de aplicativos Google Play, para o sistema operacional Android, ou App Store, para o sistema operacional iOS. O aplicativo estará disponível a partir do dia 6 de março nessas lojas.

Existem algumas restrições para o envio da declaração pelo m-IRPF. Essa opção não poderá ser feita, por exemplo, por quem teve rendimentos tributáveis no exterior ou superiores a R$ 10 milhões, entre outros casos.

Contribuintes que tiverem certificação digital poderão, neste ano, usar uma declaração pré-preenchida. Nesse caso, alguns dados serão colocados automaticamente na declaração pela Receita Federal.

Em todos os casos, a entrega pode ser feita até as 23h59min59seg de 30 de abril. A multa para quem entrega a declaração fora do prazo é de 1% ao mês. O valor mínimo é de R$ 165,74, e o máximo é de 20% do imposto devido.



Está obrigado a declarar em 2014 o contribuinte que, em 2013, preencheu alguma das seguintes situações:

1 - recebeu rendimentos tributáveis (salários, por exemplo) acima de R$ 25.661,70;

2 - recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (indenizações, por exemplo), acima de R$ 40.000,00;

3 - obteve ganho de capital ao vender bens ou direitos ou investiu em Bolsas;

4 - em caso de atividade rural:
a) obteve receita bruta acima de R$ 128.308,50;

b) vá compensar, no ano-base de 2013 (a que se refere o IR 2014) ou depois, prejuízos de anos anteriores ou do ano-base de 2013;

5 - teve, em 31 de dezembro de 2013, a posse ou a propriedade de bens ou direitos de valor total superior a R$ 300 mil;

6 - passou a morar no Brasil em qualquer mês e nesta condição se encontrava em 31 de dezembro de 2013;

7 - optou pela isenção do IR do ganho de capital na venda de imóveis residenciais, por ter aplicado o dinheiro na compra de outro imóvel residencial, em até 180 dias a partir venda do imóvel original.

Fica dispensado de fazer a declaração do Imposto de Renda o contribuinte que esteve numa das seguintes situações em 2013:

1 - enquadrar-se apenas na hipótese prevista no item 5 (possuir bens acima de R$ 300 mil) e que, se viver em sociedade conjugal ou união estável, tenha os bens comuns declarados pelo outro cônjuge ou companheiro, desde que o valor total dos seus bens privativos não passe de R$ 300 mil;

2 - que se enquadrar em uma ou mais das hipóteses dos itens 1 a 7, caso conste como dependente em declaração de outra pessoa física, na qual tenham sido informados seus rendimentos, bens e direitos.

Se quiser, a pessoa, mesmo desobrigada, pode apresentar a declaração.
Regras para escolha do modelo simplificado ou completo

O contribuinte pode escolher o modelo completo ou o simplificado. Na opção pelo simplificado, é aplicado o desconto padrão de 20% (independentemente de gastos com saúde e educação, por exemplo). O limite para esse desconto de 20% é de R$ 15.197,02.

Não pode escolher pelo modelo simplificado o contribuinte que compensar prejuízo da atividade rural ou imposto pago no exterior.
Pagamento do imposto pode ser feito em 8 parcelas

Se a pessoa tiver imposto a pagar, pode dividir em até oito meses, desde que a parcela não seja menor que R$ 50,00. Imposto de valor menor que R$ 100,00 deve ser pago à vista.

A primeira cota ou cota única deve ser paga até o prazo final da declaração (30 de abril). As demais cotas são pagas até o último dia útil de cada mês, acrescidas de juros conforme a Selic, até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% no mês do pagamento.



VIAS PÚBLICAS SÃO RESTAURADAS



Um trecho da Estrada Municipal que liga o centro de Igaratá aos bairros Vale das Montanhas, Parque das Palmeiras e Jardim Panorama, foi recuperado esta semana pela Prefeitura Municipal.

Desde a última terça-feira até ontem, funcionários da Secretaria de Obras e Serviços executaram diversos reparos na via, incluindo troca de solo, rebaixamento dos morros,cascalhamento e melhorias na drenagem.

As obras executadas na estrada, que atende centenas de moradores e usuários que se deslocam diariamente entre o centro da cidade e estes bairros, segundo o Secretário de Obras, Emerson Oliveira, vão beneficiar muito os condutores, oferecendo mais segurança e comodidade aos cidadãos que utilizam o acesso alternativo feito pela administração municipal para os bairros que foram isolados do centro após a construção da praça de pedágio na Rodovia Dom Pedro I.

RUA AVELINO FARIA NETO

A Rua Avelino Faria Neto, situada na região central de Igaratá, e que dá acesso ao Cemitério Municipal, à indústria RDK e a diversas residências, foi restaurada ao longo da última semana pela Prefeitura.

Os trabalhos, executados pela Secretaria de Obras e Serviços, incluíram troca de solo, melhorias na drenagem e cascalhamento da via.



Oásis no quintal de casa

De estrutura simples, o lago artificial vai trazer tranquilidade e deixar o quintal muito mais refrescante.


O barulhinho da água e o saracotear dos animais aquáticos são, para a maioria das pessoas, um meio de encontrar a paz e a tranquilidade. Um lago artificial no próprio quintal é um mimo possível, já que sua estrutura não é complexa e, com certeza, pode dar aquele up no seu projeto de paisagismo. Por definição, um lago artificial é diferente de um espelho-d’água. O primeiro abriga vida aquática, como peixes, plantas e tartarugas, e, portanto, deve ter um sistema de filtração biológico e cuidados semelhantes aos de um aquário. Já o segundo se vale apenas do visual da água, que pode ser cuidada da mesma forma que tratamos a água de uma piscina. Para um projeto ideal, o terreno deve ser plano, distante de barrancos ou zonas baixas que possam ser alagadiças. É importante também evitar a construção sob árvores, pois folhas caídas podem apodrecer na água e, em excesso, alterar o pequeno ecossistema criado ali – ou as raízes podem afetar a estrutura do lago, geralmente feita de alvenaria.


QUADRADO DE MIRACEMA
Com 40 cm de profundidade, este lago, que saiu por cerca de R$ 6 mil, conta com saída de água e pontos elétricos para as bombas, filtros UV e iluminação subaquática (feita com projetores blindados e lâmpadas dicroicas 12 V). A estrutura é de alvenaria impermeabilizada com manta asfáltica, na qual foi aplicada também uma pintura impermeabilizante na cor cinza. “Com o tempo, o limo se impregna nas paredes e confere um visual mais natural”, conta Eduardo, que apostou no mesmo revestimento do quintal – pedra miracema – para o exterior e na pedra-madeira para fazer a decoração no interior do lago. As espécies de plantas utilizadas foram sombrinha chinesa (Papirus alternifolius), aguapés (Eichornia crassipes) e alface-d’água (Pistia stratiotes).




SOBRE O PISO
Com 3 x 1,3 m, este lago com cascata comporta 1.700 l de água. A construção foi feita sobre o piso existente, com alvenaria recoberta com pedras de morro (moledos), que dão o visual mais natural. “Tomamos o cuidado de garantir uma impermeabilização perfeita”, diz Ivani Kubo, a paisagista que assina o projeto. “O fundo é composto de massa de cimento. Quando a química sai, o lago forma um habitat propício para manter peixes ornamentais”, explica ela, que utilizou ainda uma bomba submersa para oxigenar a água, complementada por um filtro biológico com aparelhagem UV. “O sistema é necessário para que a água fique cristalina, pois, em contato com o sol, pode criar algas”, justifica. A profissional estima em R$ 16 mil os custos para a construção do lago, incluindo execução, materiais e o projeto de paisagismo em todo o entorno.



AO NATURAL
Para lagos inseridos diretamente no terreno, a compactação adequada da terra é fundamental e evita futuras trincas e vazamentos. Nesta casa de campo, a integração com a natureza do entorno era essencial, por isso foi escolhida uma forma orgânica para o lago, que ainda recebeu bordas de pedras brutas. Após a escavação, a estrutura foi executada com concreto armado, seguida de impermeabilização e revestimento com areia, pedras e pedriscos naturais. A oxigenação é feita com uma bomba, do mesmo tipo das utilizadas em grandes aquários, e pelas próprias plantas aquáticas incluídas pelo arquiteto André Rocha, autor do projeto. Segundo ele, a manutenção é bastante simples: deve-se manter a água sempre no mesmo nível e trocá-la caso fique turva.



Preços de imóveis começam o ano em desaceleração - até em SP

São Paulo registra menor alta de preço do metro quadrado anunciado desde que o Índice FipeZap começou; no Rio, porém, alta se mantém estável.

Viaduto do Chá: além de São Paulo, outras seis cidades tiveram altas inferiores à inflação projetada para janeiro

São Paulo – O preço médio do metro quadrado dos imóveis à venda no Brasil subiu 0,8% em janeiro, segundo o Índice Fipe Zap Ampliado. Em São Paulo, o aumento foi de apenas 0,7%, menor alta mensal de toda a série histórica, iniciada em 2008.

De acordo com o relatório do Índice, os preços dos imóveis anunciados começam o ano em desaceleração, com alta de 13,5% em 12 meses.

Em dezembro, a alta no preço médio dos imóveis foi de 1,0%, e o acumulado em 12 meses foi de 13,7%. Em janeiro de 2013, a alta mensal havia sido de 0,9%.

Ainda de acordo com o relatório, em seis cidades a alta de janeiro foi inferior à inflação pelo IPCA estimada para o mês, de 0,72%.

Além de São Paulo, Brasília, por exemplo, teve retração de preços (-0,3%). Já Curitiba, que ao longo do ano passado foi uma das cidades que puxou o Índice FipeZap para cima (tanto que acumula alta de 36,6% nos últimos 12 meses), teve valorização de apenas 0,3%.

Veja as variações dos preços na tabela a seguir. As cidades em negrito são aquelas que já compunham o Índice FipeZap Composto, existente desde 2010:

RegiãoVariação mensal janeiro/14Variação mensal dezembro/13Variação nos últimos 12 meses
Florianópolis1,60%1,90%18,50%
Vitória1,40%1,60%17,40%
Rio de Janeiro1,20%1,30%15,50%
Porto Alegre1,20%0,90%13,90%
Niterói1,10%1,40%10,60%
Recife1,00%1,00%14,70%
Curitiba0,30%0,90%36,60%
Vila Velha0,90%0,60%12,00%
Índice FipeZap Ampliado (16 cidades)0,80%1,00%13,50%
São Caetano do Sul0,80%0,90%11,70%
Santo André0,80%0,70%11,70%
IPCA0,72%*0,92%-
São Paulo0,70%1,10%13,70%
Índice FipeZap Composto (7 cidades)0,70%0,90%12,50%
São Bernardo do Campo0,70%0,60%10,30%
Salvador0,70%0,60%9,80%
IGP-M0,48%0,60%6,03%
Fortaleza0,40%0,80%10,80%
Belo Horizonte0,30%0,40%8,60%
Brasília-0,30%0,10%3,90%
(*) Projeção do Boletim Focus do Banco Central
Fontes: Índice FipeZap e Banco Central

A alta dos preços dos imóveis à venda no Rio de Janeiro continua forte: foi de 1,2% em janeiro e de 15,5% no acumulado dos últimos 12 meses. Nos 12 meses terminados em dezembro, a alta havia sido de 15,2%. A cidade continua tendo o metro quadrado anunciado mais caro do país.

Veja na tabela o preço médio do metro quadrado anunciado em cada cidade em janeiro de 2013:


RegiãoPreço médio do metro quadrado (R$)
Rio de Janeiro10.250
Brasília8.146
São Paulo7.839
Média Nacional7.318
Niterói7.172
Recife5.623
Belo Horizonte5.359
São Caetano do Sul5.293
Florianópolis5.178
Fortaleza5.135
Curitiba5.083
Porto Alegre4.886
Santo André4.586
Vitória4.558
São Bernardo do Campo4.342
Salvador4.261
Vila Velha3.830


O FipeZap tem dados disponíveis sobre São Paulo e Rio de Janeiro desde janeiro de 2008. Para Belo Horizonte, a série histórica começa em maio de 2009. Para Fortaleza, em abril de 2010; para Recife em julho de 2010; e para Distrito Federal e Salvador, em setembro de 2010.

Já entre as novas cidades, incluídas no Índice FipeZap Ampliado, as cidades do ABC Paulista e Niterói têm dados disponíveis desde janeiro de 2012. Vitória, Vila Velha, Florianópolis, Porto Alegre e Curitiba têm as séries históricas mais recentes, iniciadas em julho de 2012. O FipeZap Ampliado foi lançado em janeiro de 2013.

O indicador elaborado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em parceria com o site Zap Imóveis, acompanha os preços do metro quadrado dos imóveis usados anunciados na internet, que totalizam mais de 290 mil unidades todos os meses.

Além disso, são buscados também dados em outras fontes de anúncios online. A Fipe faz a ponderação dos dados utilizando a renda dos domicílios, de acordo com levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Veja a seguir o relatório completo do Índice FipeZap de janeiro:


via EXAME.com